domingo, 25 de outubro de 2009

De Palavra...


Paz, amados do Senhor...

Me perdoem pela sumida... Sumi mesmo! Reconheço. Às vezes passava por aqui, mas não me sentia animada para escrever; mas tenho refletido sobre algumas coisas e procurarei ser mais presente no cantinho, ok?

Bem, na última semana estive pensando sobre a fidelidade de Deus à Sua palavra. Tenho sido muito abençoada nos últimos meses, na minha vida profissional [e em outras coisas que ainda não consegui enxergar com os olhos humanos], e, com isso, pude ver como o Senhor é fiel, e Ele havia me dito que estava cuidando de mim... Enfim, e fiquei a meditar sobre a fidelidade dEle. "Será que eu merecia tudo isso, Senhor? Puxa, quanta coisa legal tem me ocorrido... Quantas bençãos!!!!"... Será que nós merecemos, queridos? Será que merecemos o que recebemos de Deus? Será que o Senhor nos trata como o "Papai Noel" do mundo, que gratifica as crianças que são boazinhas o ano todo??? Rs... Não! [Graças a Deus por isso!!!!!!!!!!] Temos conhecido que o Senhor é um Deus bom, justo e de misericórdias; e que a Sua fidelidade dura para sempre... É, realmente! Nós recebemos todas as coisas do Senhor, pela bondade e fidelidade dEle, não porque merecemos.

Bem, mas há um outro aspecto a ser considerado aqui ainda. Já aconteceu com vocês de alguém lhes pedir para que façam algo e vocês dizerem: "Sim, eu faço!", mas no fim das contas, por um motivo válido ou não, vocês dão pra trás? Bem, comigo acontece muito!!!! Infelizmente! Tenho que pedir ao Senhor que me auxilie nisso, porque eu não tenho sido fiel à minha palavra, muitas e muitas vezes. Pois, é... E quando isso acontece, como é que vocês se sentem? Como passam a ser vistos pelas outras pessoas? "Xiiiiii, fulaninho não é confiável, não... Oh, lá... Disse que ia fazer, mas não fez." Eh, isso é chato, não é? Deus não é assim não. Ele é fiel, sobretudo com a sua Palavra. Ele não é de duas palavras não [e importa que sejamos assim como Ele é!!! Como Jesus mesmo falara: "Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não, pois o que passa daí vem do maligno" Mt 5:37]. Vejam a palavra do Senhor:

"Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não confirmaria?" (Números 23:19).

Deus não nos enrola, amados. Ele tem um propósito em todas as coisas. Se Ele lhes disse que faria algo, Ele fará! Ele não mente, Ele não engana. Se algo que têm esperado do Senhor está demorando, das duas uma: ou não chegou o tempo dEle ou não foi o Senhor quem disse [por isso é importante que você tenha intimidade com o Seu Santo Espírito, para que não sejam enganados por falsos profetas]. Vemos ainda em sua Palavra:

"Porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la" (Jeremias 1:12b).

O Senhor não pode mentir porque a Sua essência é Amor e Verdade. Então, queridos, continuem confiando no Senhor, que é fiel para com vocês sempre!

Deus os abençoe muito! PAZ!!!!!!

Um comentário:

Liberdade disse...

U-hu!!!!
Que bom que vc voltou, amiga!
Estou orando para que este novo tempo sobre nossas vidas seja cheio da revelação do Senhor.
A fidelidade de Deus é algo que realmente nos impacta muito, pois não é uma qualidade que os seres humanos nutrem. Lembro da passagem tremenda na escritura que o Senhor diz: "Não sou HOMEM para que minta, nem FILHO DO HOMEM para que me arrependa" a qual vc mencionou no seu post. Mostrando que nós, homens, somos infiéis mesmo. Por isso, quando recebemos imerecidamente a misericórdia Dele, que é a manifestação da graça, ficamos tão tocados e constrangidos, pois sabemos que aos nossos olhos, se estivéssemos no lugar dEle, não faríamos como Ele fez.
Porém, contemplando o Senhor dessa forma, maravilhando-nos em Sua fidelidade, amor e graça, pois quando focamos nisso, estamos contemplando a gloriosa manifestação de Sua pessoa, somos transformados à Sua imagem e semelhança, somos santificados, somos o candelabro que tem em si acesa as sete lâmpadas(os sete espíritos do Senhor - a própria luz que é Jesus) e que iluminam tudo que está à sua frente(Números 8.2).
Portanto, nisso se manifesta o Filho de Deus - para destruir as obras do diabo - dentre elas: a corrupção que há no nosso coração, ou seja a infidelidade ao Senhor, a mentira, a ausência da sua presença.
Que o Senhor continue te abençoando, minha amiga. Tenho a firme convicção que Ele está trabalhando de forma muito gloriosa como convém ao Grande, Eterno e Altíssimo Deus!
Amo muito vc!